conditional two

Conditional Two

O post de hoje irá abordar a conditional two. Estamos chegando na reta final do nosso especial sobre conditionals. Portanto, confira o post até o final para aprender mais essa.

What’s up, Learners?

A conditional two, ao contrário da zero e da one trata-se de uma conditional impossível de acontecer. Ou seja, ela nunca pôde e nunca poderá ocorrer. Desta forma, ela é apenas uma situação imaginária.

Portanto, vejamos alguns exemplos:

If I were you, I would go to a doctor. – Se eu fosse você, eu iria para um médico.

She would travel to the beach if she had money. – Ela viajaria para a praia se ela tivesse dinheiro.

He would get a better job if he spoke English. – Ele teria um emprego melhor se ele falasse inglês.

Sendo assim, perceba que todos os exemplos acima se tratam de situações irreais.

Estrutura da conditional two

Agora vamos entender como funciona a estrutura gramatical da conditional two.

Uma coisa comum entre todas as conditionals é a presença do if que significa “se” em português.

Além disso, outra coisa que já falei anteriormente é que não importa a posição do if na frase. Ela pode tanto começar a sentença quanto aparecer no meio dela que o sentido não irá mudar.

Porém, uma coisa que devemos nos atentar é no tempo verbal de cada parte da conditional. Na conditional two, por exemplo, a estrutura ficará desta forma:

If + pronome + verbo (passado simples) + complementos, pronome + would + verbo (infinitivo) + complementos

Ou:

Pronome + would + verbo (infinitivo) + complementos + if + pronome + verbo (passado simples) + complementos

Portanto, lembre-se, essa estrutura se trata de situações irreais, OK?

Agora chegou a sua vez de praticar!

Deixe aqui nos comentários pelo menos um exemplo dessa estrutura para eu ver se você realmente aprendeu, combinado?

See you around!

Leia também: Conditional One

Junior Silveira

Compartilhe este conhecimento

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Leia também

 CONTINUE APRENDENDO!

Saiba mais sobre o Método ACT de aprender inglês!